Lembranças de papel, porque recordar é viver.

julho 25, 2017

Lembranças
s.f Recordação; aquilo que está guardado na memória; o que recorda uma experiência já vivida; o que expressa uma situação já passada. Lembrete; anotação do que não se pode esquecer: caderno de lembranças.





Recordar é sentir de novo aquele frio na barriga de um dia especial, é viver novamente aquele dia importante para você, é se lembrar do que já foi e ficar feliz com isso. Recordar é viver, reviver.
A única coisa que nos resta dos momentos que já foram são as memórias que guardamos. Há quanto tempo você não revive momentos no papel? Sabe aquela alegria de domingo depois do almoço por rever álbum de fotos antigos com os amigos e rir das roupas e penteados que usávamos antigamente? Ou de achar, no meio da bagunça da sua gaveta aquele diário antigo que você escrevia e agora não faz mais? Reviver lembranças é um sentimento bom de nostalgia, vontade de fazer o presente tão bom quanto o passado. Lembrar de como fomos felizes com pouca coisa. Nós não fazemos mais isso! As únicas lembranças compartilhadas são as que o Facebook nos mostra ou o seu feed no Instagram (que também não é mais usado para fotos instantâneas como no início). Agora, nossas lembranças desaparecem depois de 24h, como se não tivessem existido. Já parou para pensar?





Justamente por isso que eu incentivo guardar memórias de forma física, faz um bem danado para a alma. Recentemente eu e minha sobrinha de 7 anos personalizamos um caderno para ser "o caderno de lembranças da Sarah" e vê-la no fim do dia anotando as coisas que aconteceram, fazendo colagens e agradecendo pelo que aconteceu naquele dia, por mais simples que seja, me faz a pessoa mais feliz. É uma forma mais leve de enxergar a vida, de ver o lado bom das coisas. Eu também faço isso. Tenho uma caixa com lembranças da minha vida toda, até de cartinhas de amigas do pré e da minha primeira professora da vida. Também faço isso no meu relacionamento, guardamos bilhetes de ônibus, passagens, nota fiscais, ingressos, cartas, embalagens de presentes especiais (até uma embalagem de Hersheys de um dia especial eu guardei!) e temos a caixa de lembranças desde o início do namoro, há 5 anos atrás. 







Eu incentivo as pessoas ao meu redor a fazerem isso. Imagino eu e meu boy daqui uns anos, com filhos e tudo o mais, mostrando as nossas lembranças e contando cada parte daquela história para eles, fazendo rir e agradecendo por tudo que já vivemos e ainda viveremos. Imagino a minha sobrinha, daqui uns 10 anos lendo cada frase que ela escreveu agora, com esse jeito meigo de dizer "hoje o dia foi MAGUINÍFICO". Com erros mesmo, por que se não for pra contar a história do jeito que aconteceu, é melhor nem contar.







Eu sei que você vai sair daqui com vontade de revirar álbuns antigos, pegar um caderno e começar a guardar memórias no papel. Nem tudo tem que ser digitalizado, nossas memórias não precisam ser somente no Instagram, Facebook ou ser apagadas 24h depois no Instastories e Snapchat. A melhor forma de guardar memórias é no papel. Poder toca-las nos aproxima do que já fomos e do que queremos ser. A vida é bem mais leve quando você encontra motivos para apreciá-la. #EnjoyEveryDay

Assistam esse vídeo da minha amiga maravilhosa inspiradora com dicas para guardar recordações fora do computador. Se derretam de amores por cada frame. #Recordareviver.




Ps: As fotos foram tiradas no meu lugar preferido da vida, veja mais sobre ele aqui.

Um beijo e continuem me acompanhando, viu? <3

Talvez você goste disso também

0 comentários

Fico feliz que você tenha vindo até aqui deixar sua opinião, sugestão ou etc, sinta-se a vontade.
Se quiser manter contato: segue nas redes sociais ou mande um e-mail para meuolharmagico@hotmail.com ♥

Meus últimos vídeos

Subscribe